BLOG DO MEMORIAL

5 de novembro de 2020

As Leis de Newton e a Segurança no Trânsito

As Leis de Newton ajudam a explicar o movimento dos corpos.

E todo veículo é um corpo em movimento.

Diz a lenda que, ao ver uma maçã cair, Isaac Newton compreendeu a lei da gravidade. Foi a partir dessa descoberta que ele criou as três Leis de Newton. Juntas, elas são usadas para descrever a dinâmica dos corpos, ou seja, como eles se movimentam.
No trânsito, convivemos com as leis de Newton de forma tão natural que nem nos damos conta. A 1° Lei de Newton é a Lei da Inércia, descreve um corpo em repouso ou em velocidade constante. Nos deslocamentos diários, isso acontece quando você está parado ou dentro de um veículo em movimento. Quando o veículo freia ou faz uma curva, uma força é aplicada sobre o seu corpo e faz com que você se movimente. Ao fazer esse movimento, você já estará sob a influência da 2° Lei de Newton, que diz que o corpo se movimentará de forma proporcional e na mesma direção da força aplicada.
Já a 3° Lei de Newton diz que, para toda ação há uma reação de mesma intensidade e direção, em sentido contrário. Para que surja uma força, é necessário que dois corpos interajam, produzindo ação e reação. E é isso o que acontece quando um veículo freia ou acelera. A força que atua entre as rodas do veículo e o terreno promovem a ação e reação necessárias para o veículo frear ou acelerar.
Conhecer os fundamentos das Leis de Newton é importante para entender porque é importante manter distância do veículo da frente, desacelerar ao fazer uma curva, não frear bruscamente e respeitar os limites de velocidade. São regras que ajudam a reduzir a força aplicada ao seu corpo em caso de um imprevisto ou acidente, evitando assim que algo mais grave aconteça com você ou com outro ocupante do veículo.
Nunca mais você vai andar de carro, ônibus ou caminhão da mesma maneira vai?

Posts Relacionados